5 Passos fundamentais para vencer a crise

Como vencer na crise?

CriseSe você é empresário, você provavelmente sentiu medo e insegurança nesse período em que só se fala de crise. Mas o que todo empreendedor deve saber é que existem formas para contornar a crise econômica. Na crise, é preciso usar a criatividade, o conhecimento do seu negócio e entender como o mercado se comporta para, a partir disso cortar despesas da forma correta e criar estratégias que impulsionem seu crescimento. Por isso, separamos 5 dicas para você vencer a crise!

1 – Redução de Custos

A crise nos dá uma ótima oportunidade de revermos nossos custos. É fundamental reduzir e controlar gastos, procurando sempre o melhor equilíbrio entre custo e eficiência. Talvez, sua empresa não precise de um espaço físico muito grande para desempenhar suas atividades. Reduzir os custos com operadoras de telefone e internet também é uma boa dica. Mas atenção! Reduzir custos não significa reduzir a qualidade dos serviços ou do atendimento. Manter a qualidade é imprescindível para a manutenção da competitividade!

2 – Contrate de forma correta

Outra dica muito interessante é ter atenção no momento de contratar. Na crise, os altos índices de desemprego podem ser uma oportunidade para sua empresa. Em tempos de crise, a mão de obra mais qualificada fica disponível. Além disso, por conta da dificuldade, as pessoas passam a ter uma motivação maior com uma oportunidade de emprego. Fazer uma boa seleção, pode lhe proporcionar a oportunidade de ter um colaborador com habilidades que lhe ajudaram a alavancar o seu negócio. Contratar de forma errada trará custos com demissões e do tempo perdido com um funcionário que não terá continuidade.

3 – Controle seu Fluxo de Caixa

Um controle de caixa feito de forma desorganizada pode empurrar sua empresa para um abismo financeiro. O fluxo de caixa, que nada mais é do que a diferença entre as receitas e as despesas da sua empresa. Porém, não são somente as despesas do mês corrente, mas também as despesas dos próximos meses. Custos como férias e 13º salário dos colaboradores, e impostos pagos por trimestre podem pegar o empresário desprevenido, gerando atrasos, juros ou até mesmo a necessidade de se recorrer a empréstimos. Outro ponto importante são os prazos nas recebidos nas compras e concedidos nas vendas. Controlar essas variáveis é de extrema importância para que a empresa receba de suas vendas e pague seus fornecedores em dia.

4 – Estabeleça um salário para os sócios

Isso é muito comum em pequenas empresas, onde os gastos dos sócios e da empresa se misturam. Por conta disso, se torna interessante estabelecer um salário para os sócios. Esse salário pode ser fixo ou variável, de acordo com o faturamento da empresa. O empresário deve ter consciência de que a empresa deve estar saudável, com pagamentos à fornecedores e impostos em dia. Vale a máxima de “Sócio pobre e empresa rica”. Desfalcar o caixa de sua empresa é certeza de problemas futuros!

5 – Reinvente-se

Durante a crise é preciso mudar a mentalidade. Somos “contaminados” com más notícias o tempo inteiro e ficar se lembrando dos “bons tempos” não vai mudar muita coisa! É momento de fazer acontecer. Veja quem está crescendo na crise. Busque parcerias. Crie novos produtos e serviços. Se especialize em um segmento do seu mercado. Ou diversifique. Trabalhe acima de 8 horas por dia, mas não atrás do balcão e sim atrás de uma solução, bastando saber se posicionar, possuir a mentalidade certa e criar estratégias para crescimento.

Se precisa regularizar a parte burocrática e contábil da sua empresa, entre em contato conosco.