Imposto de Renda 2017: Como não cair na malha fina

Imposto de Renda 2017

IR 2017 MALHA FINA

Você sabe quais são os principais erros da declaração o Imposto de Renda que podem te fazer cair na malha fina? É muito comum recebermos em nosso escritório, pessoas que foram notificadas pela Receita Federal para prestarem esclarecimentos sobre a sua Declaração de Imposto de Renda.

Entre as principais características dos contribuintes que caem na malha fina estão a omissão e divergências de informações, além da falta de experiência no preenchimento da declaração. Por isso, listamos abaixo, os principais motivos que farão você cair na malha fina:

1. Omissão de rendimentos

A omissão de rendimentos é um dos principais erros que levam o contribuinte a cair na malha fina.

Obtenha o seu informe de rendimento junto ao seu empregador. E se você trabalha como autônomo, fique atento, pois quem te contratou provavelmente irá informar na sua declaração o serviço prestado.

2. Divergência na declaração de dependentes

Incluir dependentes que não são permitidos pela Receita Federal é algo extremamente comum. Dependentes com renda, devem ter seus rendimentos discriminados na declaração. Por isso, fique atento!

3. Despesas médicas

Os gastos com saúde podem ser deduzidos integralmente na declaração. Porém, em caso de fiscalização, a Receita Federal pode pedir a comprovação de todas as despesas médicas declaradas. Se você não possui comprovantes despesas médicas, é melhor não declara-los.

4. Aposentadoria

O aposentado de informar sua renda de forma correta. O INSS informa o pagamento à Receita Federal, que faz o confronto com a declaração do aposentado.

5. Renda de aluguel

Omitir a renda de aluguel é outro problema extremamente comum. Rendimentos referente a aluguel precisam ser declarados, independente do valor.

Imposto de Renda 2017: Clique aqui e tire suas dúvidas com um especialista

6. Erros de digitação

A falta de atenção ao digitar números também pode levar à malha fina. O programa gerador da declaração não considera ponto como separador de centavos. Assim, se a pessoa digitar R$ 1.234,56 como R$ 1.234.56, o programa irá considerar R$ 123.456,00. Fique atento.

7. Valor dos bens

Os bens devem ser declarados pelo custo de aquisição. Em caso de grandes reformas no imóvel, o contribuinte pode utilizar esses gastos para atualizar o valor do bem, sempre em posse dos comprovantes.

8. Pensão alimentícia

Quem recebe pensão alimentícia precisa declarar o rendimento, seja qual for o valor. Quem paga pensão alimentícia pode deduzir integralmente o valor pago em Pagamentos Efetuados, desde que obrigado por uma decisão judicial ou acordo homologado em cartório.

Minha Declaração de Imposto de Renda possui erros, e agora?

Caso o contribuinte tenha declarado algo de forma indevida, o mesmo deve fazer uma declaração retificadora o quanto antes, para evitar cair na malha fina.

Vale ressaltar que se você não tem experiência no preenchimento e entrega da declaração, o ideal é que sua declaração seja feita por um profissional qualificado para tal.