fbpx

Salão de beleza pode vender produtos?

Sabemos que encontramos nos Salões de Beleza diversos serviços como cuidados com as unhas, cabelos, pele, etc.

Sendo assim, ter uma oferta maior e mais variada, as oportunidades de vendas se elevam e, com isso, seu estabelecimento pode lucrar mais.

Então, um Salão de Beleza pode vender produtos? E se pode, há um regime de tributação diferenciado para essa atividade?

Você pretende entrar nesse segmento ou já é proprietário de um Salão de Beleza e tem essa dúvida? Então confira neste artigo!

Salão de beleza pode vender produtos?

Sim, o salão de beleza pode vender produtos, embora existem algumas especificações na hora de controlar e emitir notas fiscais, pois no salão vai ter os serviços e produtos à venda.

Vamos falar disso a seguir, no próximo tópico.

E quais produtos posso vender no salão de beleza? Muitos deles, embora, dependendo do tipo de produto, pode ser que exija do dono do salão, uma autorização da ANVISA.

Mas é fácil conseguir uma autorização na ANVISA para vender produtos no salão? Nossa equipe especializada pode te orientar se será preciso e como fazer isso, clique aqui!

Estes itens podem ser vendidos, tranquilamente:

  • Shampoo;
  • Condicionador;
  • Máscara de hidratação;
  • Creme de pentear;
  • Living;
  • Fixadores;
  • Ampolas de tratamento.

E há ainda esses produtos que podem ser vendidos no salão:

  • Creme para o corpo;
  • Produtos para o rosto;
  • Esmaltes;
  • Batons;
  • Acessórios íntimos.

Contudo, para realizar a venda de produtos, é necessário que seu CNPJ permita a realização desta atividade. Por isso, antes de iniciar essas atividades, converse com seu contador!

O que fica de diferente, quanto aos tributos para salão de beleza?

Quando seu salão de beleza presta somente serviços, como corte, escovas, hidratação, etc, o imposto que incide no momento da emissão a nota fiscal é o ISS (imposto sobre serviço de qualquer natureza).

O ISS é destinado e controlado por cada município.

Já quando o salão de beleza vende produtos, o imposto incidente é o ICMS (Imposto sobre a circulação de mercadorias e prestação de serviço de transporte), portanto, outro tipo de imposto, que é controlado por cada estado.

Vale lembrar que, caso seu salão esteja enquadrado no regime de tributação do Simples Nacional, esses impostos são recolhidos em uma única guia de pagamento.

Porém, se seu Salão de Beleza não estiver enquadrado no regime de tributação do Simples Nacional, este recolhimento de impostos deve ser feito através de várias guias de pagamento, cada uma segundo a sua especificidade.

Por isso, as questões sobre os tributos para o salão de beleza, necessitam de um cuidado especial quando envolve a venda de produtos.

E nosso Contador pode te ajudar na hora de ter o controle da emissão de notas fiscais para salão de beleza, clique aqui!

Afinal, por que vender produtos no salão de beleza?

É interessante vender produtos no salão de beleza por vários motivos, como você verá a seguir:

  • O salão de beleza irá aumentar sua receita, e, com isso, seu lucro;
  • O empreendedor consegue atrair mais clientes para o estabelecimento, os quais estão interessados nos produtos que são vendidos;
  • Alguns itens trazem um retorno rápido e há um baixo investimento;
  • O empreendedor consegue oferecer uma melhor experiência de compra para os clientes.

Ou seja, seu lucro se eleva, seu salão terá mais clientes, você ainda pode formar uma parceria com as marcas e negociar outra forma de ganhos sobre isso.

Com isso, possivelmente, o faturamento do seu salão vai aumentar e você precisa ver se seu atual regime de tributação é o mais vantajoso para seu negócio.

Quer saber sobre os regimes de tributação para salão de beleza? Então, clique aqui e converse com nossa equipe especializada!

Como regularizar um salão de beleza?

Como regularizar um salão de beleza? Essa é sua dúvida? Você ainda está com ele operando de modo informal? Então, você precisa regularizar sua empresa, pois caso contrário, não poderá vender alguns produtos lucrativos para salão de beleza.

Pois para isso, terá que comprar do fornecedor como pessoa jurídica, e, com isso, é preciso ter um CNPJ.

Para regularizar seu salão de beleza é fácil e existem muitas vantagens.

Veja como regularizá-lo:

  • Junte documentos dos sócios ou dono, como RG, CPF, comprovante de endereço e declaração de imposto de renda;
  • Escolha o nome do salão, fantasia e razão social;
  • Procure um Contador e dê entrada na empresa;
  • Solicite o Alvará de Funcionamento junto a Prefeitura de sua Cidade;
  • Depende do tipo de prestação de serviço, você vai oferecer, mas em alguns casos, a Vigilância Sanitária de sua cidade precisa autorizar algumas atividades.

Você percebe como esse processo é burocrático? Por isso, um Contador pode te ajudar com agilidade e profissionalismo, clique aqui e tenha nosso suporte para regularizar sua empresa.

Por fim, neste post você viu se o Salão de beleza pode vender produtos.

Você viu que pode vender tais produtos, embora você tem que ter um tratamento diferenciado na hora de controlar as vendas e emitir as notas fiscais.

E nosso Contador pode te ajudar na hora de controlar a emissão de notas fiscais para salão de beleza, clique aqui!

plugins premium WordPress